Provincializing for a Planetary Perspective

Bo Stråth

 

Resumo:

Este artigo toma como ponto de partida as dinâmicas entre a modernidade iluminista, tal como esta se desenvolveu na perspetiva de Marx (História 1 em Provincializing Europe), e as contra narrativas que a ela se opuseram, como no pensamento de Heidegger (História 2 em Provincializing Europe), dinâmicas essas que formam o argumento central de Provincializing Europe. Neste sentido, o artigo explora o como e o porquê de estas dinâmicas terem sido interrompidas por uma polarização crescente entre a narrativa da globalização, a nova História 1 depois de 1990, e o novo-velho nacionalismo étnico que emergiu, com toda a sua brutalidade, na sequência do colapso neoliberal de 2008, a nova História 2. O artigo conclui com uma reflexão em torno da questão do modo como as dinâmicas de modernidade-protesto entre a História 1 e a História 2 podem ser reequacionadas numa perspetiva planetária.

Palavras-chave:

Iluminismo, modernidade-protesto, perspetiva planetária, economias ecológicas.

Referência para citação:

Bo Stråth. “Provincializing for a Planetary Perspective” Práticas da História, Journal on Theory, Historiography and Uses of the Past, n.º 11 (2020): 225-246.

 


PDFPDF


< Práticas da História, nº 11 (2020)