Simulações e Simulacros: A História nos Videojogos

Simulações e Simulacros: A História nos Videojogos

Andrew B. R. Elliott

 

Resumo:

Os videojogos históricos não são apenas entretenimento, mas um negócio enorme. Provas circunstanciais sugerem que o sucesso mundial de jogos de fantasia como The Elder Scrolls V: Skyrim e World of Warcraft estimularam uma renovada vaga de interesse pelos programas académicos de estudos medievais, tanto a nível de licenciaturas como de mestrados e doutoramentos. Contudo, e apesar de alguns trabalhos notáveis em torno da capacidade destes jogos de ensinar história, uma questão mais importante tem sido ignorada: que tipo de história podem ensinar? Este artigo usa o conceito de simulação para questionar os modos como os videojogos se relacionam com a história, começando por argumentar que a história é em si mesma um modelo, para depois afirmar que muitos videojogos oferecem na realidade uma espécie de simulação que propicia o pensamento histórico.

 

Palavras-chave:

Videojogos, História, Simulação Histórica.

 


PDF(685k)PDF


< Práticas da História, nº 5 (2017)