A burden that is still heavy

A burden that is still heavy

Fábio Franzini

 

Resumo:

Depois de Meta-história, talvez não seja exagero dizer que o texto mais conhecido de Hayden White seja o ensaio “O fardo da história”, publicado pela primeira vez em 1966 na revista History and Theory. De acordo com Robert Doran, esse artigo tornou-se “uma espécie de clarim a chamar por uma revolução nos estudos históricos” – uma revolução que não veio, mas nem por isso perdeu o sentido. O propósito deste breve artigo é apresentar a crítica à historiografia feita por Hayden White nesse texto e tecer algumas considerações acerca de seu significado e alcance.

 

Palavras-chave:

Hayden White; “O fardo da História”, Crítica historiográfica.

 


PDF(615k)PDF


< Práticas da História, nº 6 (2018)