Hayden White’s Anthropocentric Posthumanism

Hayden White’s Anthropocentric Posthumanism

Ewa Domanska

 

Resumo:

Este artigo reflete sobre o ensaio de Hayden White “Posthumanism and the Liberation of Humankind” (2000), sugerindo que este é relevante para a crítica atual do antropocentrismo e para os debates correntes em torno da agência humana, a condição não-humana e o pós-humanismo. O texto revisita o interesse de White no anti-humanismo, no existencialismo e na tarefa de desvincular os humanos do fardo da história e da sua humanidade, assim como o potencial libertador de “deonerate art” (nas palavras de White). Neste sentido, problematiza a conhecida asserção de Sartre e questiona: “será que o homem não é mesmo nada mais do que aquilo que faz de si mesmo?”

 

Palavras-chave:

Anti-humanismo; antropocentrismo; existencialismo; agência humana.

 


PDF(596k)PDF


< Práticas da História, nº 6 (2018)